quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Enfermaria sem ar-condicionado faz crianças sofrerem com o calor no Hospital Salgado Filho

O sufoco das crianças internadas no Hospital Municipal Salgado Filho vai além dos problemas médicos. Com os aparelhos de ar-condicionado lacrados, os quartos 608 e 609 da enfermaria pediátrica têm virado sauna em dias quentes como os das últimas semanas. Um aviso afixado nos aparelhos pede que eles não sejam ligados por ser "perigoso". Ontem, a temperatura no local chegou a 32 graus. Para amenizar o calor, as famílias têm levado ventiladores de casa.
A auxiliar de serviços gerais Rose Ferreira, de 35 anos, está com a filha de dois meses internada há 20 dias com infecção urinária.
- Tive que trazer ventilador e até papel higiênico - contou ela.
Jesiane Souza da Conceição, de 26 anos, é mãe de Ana Julia, de 3
Jesiane Souza da Conceição, de 26 anos, é mãe de Ana Julia, de 3 Foto: Fernanda Pizzotti

Superlotação
A atendente Jesiane Souza da Conceição, de 26 anos, conta que a filha, Ana Julia, de 3 anos, deu entrada no domingo e chegou a ficar no primeiro andar, que é climatizado, mas, por causa da superlotação, foi transferida para o “forno” do sexto andar.
- Minha filha é alérgica e não pode ficar no calor. Só tem uma janelinha que não adianta nada - reclamou.
Os aparelhos de ar-condicionado estão quebrados
Os aparelhos de ar-condicionado estão quebrados Foto: Fernanda Pizzotti

Unidade promete reparo imediato
A direção do Hospital Salgado Filho informou que vai verificar os problemas nos quartos 608 e 609 e, se a falha no ar-condicionado for confirmada, o reparo será imediato.
Apesar da sauna no sexto andar, a Secretaria de municipal de Saúde afirmou que, no ano passado, investiu mais de R$ 6 milhões em obras e equipamentos na unidade e que, desde o início de 2013, todos os setores da unidade vêm sendo climatizados. O processo deverá ser concluído neste semestre.
Mãe de um bebê hospitalizado desde domingo, Shirlene Pereira Lima, de 23 anos, contou que um funcionário da unidade disse haver ar-condicionado no estoque.
- Ele não soube dizer por que não instalam.
O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio (Cremerj) denunciará hoje ao Ministério Público a situação precária no hospital. Entre os problemas listados pelo Cremerj, está a carência de médicos. O secretário Hans Dohmann também será denunciado.
Termômetro mostra 32 graus
Termômetro mostra 32 graus Foto: Fernanda Pizzotti
Fonte:Extra on-line

Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/rio/enfermaria-sem-ar-condicionado-faz-criancas-sofrerem-com-calor-no-hospital-salgado-filho-7695869.html#ixzz2MCLXKFVn

Um comentário:

Ana Rodrigues disse...

HITLER MATAVA ASSIM!

HOSPITAL SALGADO FILHO TEM CONTAMINAÇÃO COMPROVADA NA REDE DE GASES! "PODE TER CONTRIBUIDO PARA A MORTE PRECOCE DOS PACIENTES (JORGE DARZE)
Ministério Público pede nova perícia na rede de gases do Hospital Municipal Salgado Filho
Em abril de 2012, O GLOBO mostrou que no Hospital municipal Salgado Filho, quase a metade (363) dos 854 pacientes internados por mais de 24 horas na emergência morreu por infecção hospitalar, em 2010. No CTI do mesmo hospital, 30% dos 289 internados também morreram pelo mesmo motivo.
O resultado dessa perícia é grave. Ele revela uma gestão temerária que colocou em risco pacientes graves. A contaminação da tubulação pode ter contribuído para morte precoce dos pacientes. A Secretaria municipal de Saúde deveria responder criminalmente por isso — avaliou o presidente do Sindicato dos Médicos do Rio (Sinmed), Jorge Darze.
http://extra.globo.com/noticias/rio/ministerio-publico-pede-nova-pericia-na-rede-de-gases-do-hospital-municipal-salgado-filho-11999105.html